2017 went better than expected. Ou: rapadura é doce; não é mole, mas ainda é doce.

#AlertaDeTextão

2016 foi um ano que começou promissor e terminou uma porcaria.

2017 foi um ano que prometeu ser uma merda, e começou entregando isso.

Mas aí o jogo começou a virar.

Jesus é muito bom. Eu sou um bosta, mas Ele é muito bom. E tudo saiu melhor do que o esperado.

https://i2.wp.com/i0.kym-cdn.com/entries/icons/original/000/001/253/betterthan.jpg

Continuar lendo “2017 went better than expected. Ou: rapadura é doce; não é mole, mas ainda é doce.”

Anúncios
2017 went better than expected. Ou: rapadura é doce; não é mole, mas ainda é doce.

Goodbye for Now, 2016.

No 1º semestre desse ano eu escrevi um texto pra colocar aqui nesse blog tão parado. Eu sempre prometo que voltarei a escrever com frequência aqui, mas eu já me acostumei a me sabotar (o que é terrível). Daí aproveitei esse período de greve na universidade pra adiantar o TCC e uns projetos pessoais, e num tempo livre dei de cara com o tal texto. Fiquei triste de saber que nada mudou, mas feliz de saber que, por ainda me representar, posso colocar aqui pra tentar ajudar alguém que passe pela mesma babaquice que eu vivo.

Aí vai.

~~~~~~~~~~~~~

Cara, eu andei muito estressado. Muito atarefado. Fiz um monte de merda por aí. Graças a Deus não entrei em colapso. Pra falar a verdade, a sensação que eu tenho é que entrei em colapso e ainda não percebi, e estou andando igual um zumbi, no automático. Dos meus fones, só saíam músicas que serviam pra me empurrar, pra me forçar a viver aquele dia e completar as tarefas diárias, ou pelo menos sobreviver e fazer o suficiente pra ter nota mínima nas matérias. E na maioria das vezes, não dava certo

walking-in-rain-painting-1920x1080-wallpaper.jpg

Continuar lendo “Goodbye for Now, 2016.”

Goodbye for Now, 2016.