Blá blá blá e o verdadeiro sentido da páscoa (não necessariamente nesta ordem)

Pra você que ficou ontem de saco cheio com um monte de gente falando aqui e ali sobre o verdadeiro sentido da Páscoa, sobre Jesus, sobre Isaías 53, Romanos 6, Lucas 22, etc e tal: Relaxe o bigode. Não tem pq ficar de saco cheio. Jesus morreu justamente pra tirar esse teu saco cheio das tuas mãos, melhorar teu humor, te dar bons motivos (a.k.a. Ele mesmo) pra viver e sorrir, e colocou o teu saco cheio de estresse, tédio, tensão, agonia, dúvidas, mimimis, e principalmente pecado (que aliás gera todos os anteriores e muito mais) nas costas Dele, levando embora essa tralha toda e trazendo um jugo suave e um fardo leve pra mim e pra você, que somos peregrinos nesse planeta. Ele veio dar vida, tanta que você não faz ideia. Duvida? Dá uma chance. Na prática.

É mais exato que ciências exatas. Meio tipo “Pergunte-me como” da Herbalife, mas absolutamente free e com resultados tão garantidos que tem nego que ainda se espanta de tanta coisa. Aliás, engano meu: não é exato. É abundante. Supera qualquer benchmark. Cê acha que os profetas estavam de brincadeira, o próprio Jesus tava de brincadeira, ou que os soldados estavam de brincadeira, ou que, digamos, A POPULAÇÃO INTEIRA estava de brincadeira na hora de querer condenar, trucidar e crucificar o nazareno? Ou que o messias tava de brincadeira quando disse que ia “derrubar e reconstruir o Templo em 3 dias” (o que na época seria um belo de um *spoiler*), e assim o fez? Se você acha… boa sorte pra você. Mas a treta foi séria, mano. Tão séria que foi séria até as últimas instâncias — do tipo quem vai jogar futebol fora de casa com torcida toda contra, aí o cara dibra (sim, dibra) o time todo, marca um golaço, vira o “dono da bola” (e do resto todo) e volta pra casa com tanta da honra que só falta virar o Rei, diga-se de passagem muito maior que Pelé — que pra mim de Rei não tem nada. Bem, Jesus virou o Rei, de fato 😉 . Mas mais humildemente que Messi recebendo a Bola de Ouro naquela tranquilidade de sempre. Duvida, again? Filipenses 2:5-11, confere aí.

Não vou colar todos os versículos que falam dessa história toda, lógico, mas não posso deixar de citar um texto em especial, adivinha só… Isaías 53 (tcharã!), então vai lá ler. Mas antes (ou depois, você quem sabe), chega aqui embaixo:

“Pois o amor de Cristo nos constrange, porque estamos convencidos de que um morreu por todos; logo, todos morreram. E ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. De modo que, de agora em diante, a ninguém mais consideramos do ponto de vista humano. Ainda que antes tenhamos considerado a Cristo dessa forma, agora já não o consideramos assim. Portanto, se alguém está em Cristo, é nova criatura. As coisas antigas já passaram; eis que surgiram coisas novas! Tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, ou seja, Deus em Cristo estava reconciliando consigo mesmo o mundo, não levanto em conta os pecados dos homens, e nos confiou a mensagem da reconciliação. Portanto, somos embaixadores de Cristo, como se Deus estivesse fazendo o seu apelo por nosso intermédio. É por amor a Cristo que lhes suplicamos: Reconciliem-se com Deus! Deus, por nós, tornou pecado aquele que não tinha pecado, para que nele nos tornássemos justiça de Deus.”
-2 Coríntios 5:14-21.

Abraço forte.
Em Cristo,
-Phil.

Anúncios
Blá blá blá e o verdadeiro sentido da páscoa (não necessariamente nesta ordem)

Comenta aí, ó! :D

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s